sábado, 12 de dezembro de 2009

Pensamentos errantes

E então não me restam mais palavras; talvez porque de lá pra cá, palavras não valeram de nada.
Preciso de algo diferente pra te reconquistar, será? Pois acho que sim. Palavras, juras, todas as pessoas podem fazer, até podem ser de boca pra fora, ou então meras palavras afinal.
Palavras, não as vejo saírem de minha boca, nem ao menos quando te beijo - se é que irei poder tentar vê-las novamente, porque talvez teus lábios nunca mais sejam meus.
Tão complicado como amor que sinto por você, - O amor não, ele não é o complicado!, é minha cabeça errante que me faz confusões da cabeça aos pés - me vejo pensando em ti mais do que em mim, alegria enorme sinto quando sei verei você sorrir, nem que este sorriso não seja meu.
Minha cabeça maluca me diz que não; não se deve arriscar, o amor é lá coisa de louco, que ele nem ao menos existe; mas meu coração, talvez tolo, insiste dizendo que sem ti não há amor, e que se for pra ser sem você, o amor não existe mesmo.
O coração concorda com minha mente, embora me deixe mais que deprimente saber que não basta enxergar o que eu sinto, questionar à mim mesma, dar razão à uma parte de mim - coração X cabeça errante - deve-se além disso calcular uma forma de trazer minha felicidade de volta.

Quero você, mas não posso tê-lo, me dá tanta angústia não saber de verdade como tão tola pude perdê-lo.


Autoria: Gabriela / Gabs

- Estou meia tristinha ultimamente, alguns probleminhas, ou talvez grandes demais pra minha só pessoa. Problemas com o coração, família, escola, amigos... Enfim, um balde de água gelada.
Não tenho visitado alguns bloggs, eu sei; talvez porque ler textos não está sendo mais a minha praia. Sabe aquele ponto em que você não quer mais ouvir falar de amor, mas então o percebe que nem que sua boca as pronuncia, ele está ali de qualquer forma! Isso me irrita não poder fugir do amor. Mas acho que o grande problema não é o amor, e sim eu. Tenho medo de diversas atitudes, medo de arriscar e perder tudo que me sobrou. Graças a Deus sobrou algo disso tudo, não é mesmo? Pensei que iria ficar sem nada.
Lá vai eu falando asneira, estou falando demais ultimamente, não posso me ver sozinha quieta, isso me entristece.
Desculpa não ler os bloggs, falar de amor agora, escutar falar dele, é um grande problema.

Um dia essa tempestade vai passar.

Bom domingo à todos.

7 comentários:

  1. sabe o que acontece? quando uma coisa ruim inventa de aparecer, cai tudo sobre terra, e vem tudo ao mesmo tempo acabar com a gente.

    mas supera, sempre supera.

    ResponderExcluir
  2. Ainda bem que de alguma forma e em algum dia, tudo isso passará. Depois olharemos e então, sorriremos por vermos o quão imaturos éramos.
    Que esse sentimento que te abate, amadureça e haja depois, motivos mil para você sorrir (:
    Obrigaada pela visita e o link, seu blog tbm é lindão! :D
    Eu não consigo colocar barrinha de linkagem no meu ... senão, colocaria o seu ...
    Beeijos.

    ResponderExcluir
  3. esse é o grande dilema, razão contra emoção...


    .

    ResponderExcluir
  4. Ja deve estar cansada de ouvir, mas é o tempo que cura tudo.

    ResponderExcluir
  5. Passa, querida. Passa!
    E eu torço pra que tudo isso passe logo e que o sol volte a brilhar e que você volte a ver o amor translúcido e bom.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Sabe de uma coisa? Não encana com o amor. Deixa ele perceber que você é bem mais forte do que ele e você verá que não há necessidade pra neuras, querida!

    Beijos :*

    ResponderExcluir

Faça um comentário, se houver um. Caso ao contrário, se apenas gostou do texto, ou o leu e não há nada a declarar, clique nas opções acima (Eu li/E gostei).
Saiba que não precisa obter conta no Google para comentar, você pode deixar seu comentário como anônimo. Preferindo se identificar, deixe seu e-mail ou algo assim. Os comentários de postagens recentes passam primeiro pela minha aprovação, não o postarei de você quiser deixá-lo oculto.

Pratique a leitura.

Translate