quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

-

Ele poderia se gabar por ser mais esperto, intelectual e um tanto mais jovem e belo que o atual dela. Mas ele nunca poderia dizer que ele a fizera mais feliz. Ele somente a magoou, e então quando pôde ver o brilho alucinado nos olhos dela, notou que poderia ter sido melhor, alguém melhor, tê-la feito mais feliz, ter sido mais presente e ter lhe dado mais carinho. Mas não foi, mas nunca deu. E então junto com aquele sonho que ela mantinha se foi o amor.
Ele tentou usar palavras para expressar seu lamentar por tudo ter desandado, mas era tarde demais. Aquele brilho alucinado nos olhos dela pelo tal cavalheiro não era felicidade, era amor.
E ele a havia perdido.

I'm scared - Duffy


E tudo então ficou escuro, como se faltasse o respirar, como se faltasse o ar, mas quem faltava era apenas o amor.
Gabriela Marques

7 comentários:

  1. Porque lacunas de amor só podem ser preenchidas pelo próprio amor.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Hum...mais no fundo tudo isso é bom...por que o amor é tudo.

    ResponderExcluir
  3. Super lindo, o amor no final é tudo, mesmo as vezes machucando *-*
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Sabe...
    Me pergunto quantas lacunas de amor eu não deixei por ai???
    Amei o texto!!!

    Bjs

    ResponderExcluir

Faça um comentário, se houver um. Caso ao contrário, se apenas gostou do texto, ou o leu e não há nada a declarar, clique nas opções acima (Eu li/E gostei).
Saiba que não precisa obter conta no Google para comentar, você pode deixar seu comentário como anônimo. Preferindo se identificar, deixe seu e-mail ou algo assim. Os comentários de postagens recentes passam primeiro pela minha aprovação, não o postarei de você quiser deixá-lo oculto.

Pratique a leitura.

Translate