sexta-feira, 19 de março de 2010

Entre devaneios a saudade

Ora, de amigos sinto saudade. Saudade de minha infância, de velhos amores que vivi, daquelas tardes agitadas, brincadeiras, trapalhadas.
Amigos partiram, chorei ao vê-los ir; amores se foram deixando na lembrança apenas momentos.
Na solidão me encontro chorando devaneios, tão triste sonhando acordada, meras vezes tendo pesadelos. Sempre à espera de um reencontro inesperado seguido de sorrisos, um beijo e um abraço apertado.
Ah!, se pudesse fazer desejos pediria que o vento trouxesse de volta meu passado, amores por quais por mim foram tão apaixonados. Às vezes, somento algumas, me pego a imaginar se alguém se recorda de mim, sente falta; ou se não fosse demais, estivesse a pensar em mim. [...] Será que alguém se lembra de minha face, de meu jeito? Será que alguém, além da solidão, me adora?, pois ela não me larga, solidão tão companheira.

-

Aí está minha redação. Fiquei boba-alegre quando vi minha nota.
Sabe, anos atrás prestei uma redação para o Colégio Objetivo, mas fora apenas por site, e acabei por tirar 5. Meio que me desanimei, e não tentei mais. Agora me vejo sendo aluna de lá, em minha primeira redação tirando dez! Demais, né? Não fico tão empolgada, pois pra ser sincera não é sempre que temos a capacidade de atingirmos o esperado em cheio. A tema sugerido foram tantos, entre muitos escolhi a saudade; acho que me identifiquei com ela na hora, pois a corretora adorou e me presenteou com um dez inesperado.
Adorei. E no fundo, não me convenço. Sei que poetas são aqueles que escrevem o que sentem, não juntam palavras mais palavras para agradar a quem lê. Escrevo o que sinto, o que me faz escrever, o que me inspira; não devo à ninguém agrado, gostem ou não aí está.

Um beijo, meus amores.
Perdoem-me a ausência, mil perdões.
Não poderei neste momento responder todos os comentários; semana que vem começam minha semana de provas. Mas postei hoje apenas porque fora prometido, e detesto o fato de abandonar aqui. Sempre me lembro de dar uma passadinha aqui e conferir, aceitar os comentários, lê-los, mas nunca os respondo, somente alguns - não sei se vocês notaram - quando o texto no blog de vocês é curto, eu sempre dou uma lida, e meras vezes comento, mas eu leio!
Acho que um bom blogueiro não é aquele que somente comenta, e sim aquele que lê. E minha felicidade é apenas restar tempo para lê-los.
Prometo voltar em breve.
Fiquem com Deus.

9 comentários:

  1. Sabe, uma coisa eu aprendi: a gente sempre marca, por mais que a gente ache que não é tão importante assim, mas somos seres marcantes, e pra algumas pessoas, mais marcantes e inesquecíveis ainda.
    Saudades do que se viveu é comum, mas, pra que isso não doa, é preciso viver a vida bem, aproveitando o agora de forma intensa e amanhã recordar docemente dos viveres de ontem.

    E em relação a redação, parabéns de novo!
    E o maior poeta é aquele que se emociona ao escrever e faz aquele que ler se emocionar também.
    Essa é a magia das palavras!

    Beijo, Gabi.

    ResponderExcluir
  2. cara mereci sim leva um dez, muito boa sua redação *--*

    é seu texto esta bem representado pelo que o eu estou sentindo nesse momento,a fase da solidão.

    :*

    ResponderExcluir
  3. Aeeeeeeeeeeee!!

    Parabéns, moça!!!

    ficou legal o tema, desenvolvido no texto. Bem leve... e atrativo.

    :)

    ResponderExcluir
  4. Adorei a redação, muito boa mesmo Gabriela, dez de verdade!
    Beijos, Ale.

    ResponderExcluir
  5. Saudades da infância, e de alguns momentos quem não tem, pessoas que passaram por nossa vida.
    Enfim adorei seu texto :B
    As pessoas as vezes podem achar meio bobinho.
    Mas que para nós fez sentido ou algo que gostamos.
    é sentimos vontade de postar.
    ah todos nós nessa época ficamos um pouco sem tempo.

    ResponderExcluir
  6. Saudades e mais saudades de vir aqui!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. E é assim que chegamos longe: quando persistimos.
    Não desista se aparecer outro 5 pelo caminhos, faz parte.

    Um beijO

    ResponderExcluir
  8. Ai, que saudade de tudo isso tbm!

    ResponderExcluir
  9. Que lindo texto...
    Leve, doce e cheio de sinceridade...
    Um dez muito merecido...
    Parabéns!!!

    Bjs

    ResponderExcluir

Faça um comentário, se houver um. Caso ao contrário, se apenas gostou do texto, ou o leu e não há nada a declarar, clique nas opções acima (Eu li/E gostei).
Saiba que não precisa obter conta no Google para comentar, você pode deixar seu comentário como anônimo. Preferindo se identificar, deixe seu e-mail ou algo assim. Os comentários de postagens recentes passam primeiro pela minha aprovação, não o postarei de você quiser deixá-lo oculto.

Pratique a leitura.

Translate