quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Feliz 2012


Feliz 2012

Não desejo mais que roupa nova pra você
Talvez mais tempo disponível pra ver TV
Uma folga gostosa do serviço.
Mais tempo pra descalçar os sapatos apertados
Deixar toda aquela papelada chata de lado...
Gastar o tempo só com o que importa
Porque tempo gasto é tempo que não volta.

No fim, não te desejo só a roupa nova
Porque branco não quer dizer paz
Muito menos o preto morte
O que eu lhe desejo é saúde
E força pra se aguentar firme, de pé
Dar muitos abraços, beijinhos em quem quiser.
O resto, com sorte, a vida nos traz
Ou não traz... e se não traz, a gente corre atrás

E tanta gente desejando dinheiro...
Eu também, confesso, já desejei
Mas depois que ele vem e tudo se tem
O que ele pode nos conceder?

Tem gente em cima de cama querendo companhia
Tem homens nos bares assistindo o jogo de domingo
Tem mulher sozinha na sala papeando com o próprio umbigo.

Comunismo é o sonho que alguns
Socialismo é a própria hipocrisia humana
Aquele que anseia da vida um mundo mais igualitário
Mas não doa pra ninguém nem ao menos um centavo.

Porque a vida é injusta, isso ela é
Mas a gente comemora mais um ano que passa
Porque não importa o quão difícil seja viver, ninguém quer partir
Partir é incerto, não se sabe muito bem pra onde devemos ir
Se existe o céu ou o inferno ninguém que o tenha visto desceu pra me contar.

Enquanto isso eu fico por aqui, fazendo planos
E desejando mais um feliz novo ano
Com felicidade de poder desejá-lo mais uma vez...

Que 2012, pra você, não seja o dos filmes
Mas que seja repleto de alegria e proveito!
No fim, desejo a você mais que roupa nova
Desejo muito fôlego pra beijar em muitas bocas
Desejo que tenha respeito pelo próximo e consigo
Desejo que sorria por ter um bom amigo
Desejo que tenha sonhos e otimismo pra dizer:
Eu consigo!


Gabriela Marques


13 comentários:

  1. Tu demora, mas quando vem; arrebenta!
    Adorei por inteiro esse texto, pensei em coloca-lo na lateral do meu blog e no face, com os devidos créditos, se tu autorizar.

    Duas mil e doze saudações; por hoje.

    ResponderExcluir
  2. E te desejo fé!
    Vai ter fé, se não tiver, a gente inventa, não é mesmo? :)
    Um ótimo 2012, Gabi!
    Você consegue. :)

    ResponderExcluir
  3. Lindo e emotivo também.
    Sempre que abro o blog e passeio na rede lendo postagens abro também minha seleção de músicas, porque sou daquelas movida a música, já reparou que as palavras ficam mais fortes e brilham mais dentro de da gente quando ganham trilha sonora?
    Li você ouvindo "one and only, Adele"
    Por isso repito: foi lindo.
    2012 é o ano!

    ResponderExcluir
  4. Meu Deus, Diana! Escrevi este post ouvindo exatamente One and Only da Adele, tenha escutado muito essa música ultimamente! Muito boa!!
    Coisa mágina, né? Estou encantada com essa coincidência!

    ResponderExcluir
  5. ^^
    Que poema!!!
    Adoro ler o que você escreve...
    Como sempre me deixando sem palavras...
    xD

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Gabi, você disse que era hora de afastar-se.
    Independente do seu comentário (pra que você não se sinta culpada), isso aconteceu. E nada nunca doeu tanto como isso. :(

    ResponderExcluir
  7. Coincidência nada, é a vontade do céu, como você disse: coisa mágica.

    ResponderExcluir
  8. Eu passei de roupa velha, que é para guardar velhas esperanças.

    ResponderExcluir
  9. e, na verdade, é só disso mesmo que tenho precisado!

    beeeijos!

    ResponderExcluir
  10. Seu blog é muito do fofo! Estou te seguindo ficaria grata se me visitasse e siga se gostar:
    http://fazdecontatxt.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Que belo! você realmente me tocou. Eu espero que suas palavras sejam ouvidas por você mesma e que você consiga. Vai ser muito bom, pode ter certeza.

    Cuide-se.

    ResponderExcluir
  12. Oie Grabriela, coloquei a ultima estrofe do poema,porque na lateral do blog perde a formatação(não sei lidar com isso)que tu deu.
    Um grande abraço e valeu!

    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir

Faça um comentário, se houver um. Caso ao contrário, se apenas gostou do texto, ou o leu e não há nada a declarar, clique nas opções acima (Eu li/E gostei).
Saiba que não precisa obter conta no Google para comentar, você pode deixar seu comentário como anônimo. Preferindo se identificar, deixe seu e-mail ou algo assim. Os comentários de postagens recentes passam primeiro pela minha aprovação, não o postarei de você quiser deixá-lo oculto.

Pratique a leitura.

Translate