domingo, 28 de agosto de 2011

Uma noite pensando em você

Eu sei não, larguei de mão.
Mas pra você abri meu coração.
Tá aberto, ó, quando quiser...
Não precisa avisar, nem chamar.
Quando entrar, entre sem bater.
Entre apenas quando querer,
Quando a vontade vier... [Entre!]
Sem, ao menos, eu perceber.

Gabriela Marques

6 comentários:

  1. Gabriela, minha flor..
    Saudade daqui, adirei o papel de parede floral.

    -

    Essas idéias vem sempre a noite, sempre.

    -

    Obrigada por ficar feliz com minha felicidade. O livro é um sonho realizado, ter minha palavra imortalizada é indescrítivel, ainda não consegui definir nem pra mim.

    ResponderExcluir
  2. Manter a porta aberta e a luz acesa, a gente nunca sabe quem pode chegar.

    ResponderExcluir
  3. Gosto de todos os seus lados, poeta, cronista e contista e acima de tudo amiga blogueira Gabi.
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Muito lindo, belas palavras, dependendo da relação, deixar o coração aberto é sempre bom.

    ResponderExcluir
  5. e, eu não sei não.
    Bom fim de semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Portas abertas e um cheiro de carinho no café de cada manhã. Roupa limpa esperando o peito amado para um abraço, e um beijo sincero que reconhece a visita como parte da família, num casamento de intenções... Abraços!

    ResponderExcluir

Faça um comentário, se houver um. Caso ao contrário, se apenas gostou do texto, ou o leu e não há nada a declarar, clique nas opções acima (Eu li/E gostei).
Saiba que não precisa obter conta no Google para comentar, você pode deixar seu comentário como anônimo. Preferindo se identificar, deixe seu e-mail ou algo assim. Os comentários de postagens recentes passam primeiro pela minha aprovação, não o postarei de você quiser deixá-lo oculto.

Pratique a leitura.

Translate